quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Pois não é normal que um pai corrija o seu filho? (Hebreus 12:4-7, 11-13)

4 No fundo ainda não chegaram, como ele, a verter o vosso sangue na luta contra o pecado.

5/6 Não se esqueçam das palavras de ânimo que Deus vos dirige como a filhos:

“Meu filho, não desprezes a correcção do Senhor,
e não desanimes quando ele te mostrar que estás errado.
Porque o Senhor corrige aquele a quem ama,
e castiga aqueles que reconhece como seus filhos”.



7 Deixem pois que Deus vos discipline; isso só prova que ele vos trata como filhos. Pois não é normal que um pai corrija o seu filho?

11 Pois com certeza que nunca é agradável ser castigado; no momento em que somos corrigidos custa­nos muito. Mas depois é que se vêem os resultados, nos que foram disciplinados — uma vida justa e de paz.

12 Portanto, tornem a levantar as mãos caídas de cansaço; e firmem bem os joelhos já enfraquecidos. 13 Dirijam os vossos passos por caminhos direitos, para que aqueles que coxeiam não acabem por se afastar de todo, mas antes aprendam a andar firmes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário