quarta-feira, 20 de maio de 2015

Promessa de perdão para os pecadores arrependidos (Isaías 57,14-21)



E se dirá:
“Aterrem, aterrem, preparem o caminho!
Tirem os obstáculos do caminho do meu povo”.

Pois assim diz o Alto e Sublime,

    que vive para sempre,
    e cujo nome é santo:
“Habito num lugar alto e santo,
mas habito também com o contrito
    e humilde de espírito,
para dar novo ânimo
    ao espírito do humilde
e novo alento ao coração do contrito.
 Não farei litígio para sempre,
    nem permanecerei irado,
porque, se não, o espírito do homem
    esmoreceria diante de mim,
bem como o sopro do homem que eu criei!
 Por causa da sua cobiça perversa
    fiquei indignado e o feri;
fiquei irado e escondi o meu rosto.
Mas ele continuou extraviado,
    seguindo os caminhos que escolheu.
 Eu vi os seus caminhos,
    mas vou curá-lo;
eu o guiarei e tornarei a dar-lhe consolo,
 criando louvor nos lábios
    dos pranteadores de Israel.
Paz, paz, aos de longe e aos de perto”,
    diz o Senhor.
“Quanto a ele, eu o curarei”.
 Mas os ímpios são como o mar agitado,
    incapaz de sossegar
e cujas águas expelem lama e lodo.

“Para os ímpios não há paz”,

    diz o meu Deus.


Nenhum comentário:

Postar um comentário