domingo, 9 de agosto de 2015

Quem ama a sua vida, perdê-la-á, Evangelho segundo S. João 12,24-26.




2ª Carta aos Coríntios 9,6-10. 

Irmãos: Lembrai-vos disto: Quem semeia pouco também colherá pouco e quem semeia abundantemente também colherá abundantemente.
Dê cada um segundo o impulso do seu coração, sem tristeza nem constrangimento, porque Deus ama aquele que dá com alegria. 
E Deus é poderoso para vos cumular de todas as graças, de modo que, tendo sempre e em tudo o necessário, vos fique ainda muito para toda a espécie de boas obras, 
como está escrito: «Repartiu com largueza pelos pobres; a sua justiça permanece para sempre». 
Aquele que dá a semente ao semeador e o pão para alimento também vos dará a semente em abundância e multiplicará os frutos da vossa justiça. 



Livro de Salmos 112(111),1-2.5-6.7-8.9. 

Feliz o homem que teme o Senhor 
e ama ardentemente os seus preceitos. 
A sua descendência será poderosa sobre a terra, 
será abençoada a geração dos justos. 

Ditoso o homem que se compadece e empresta 
e dispõe das suas coisas com justiça. 
Este jamais será abalado; 
o justo deixará memória eterna. 

Ele não receia más notícias, 
seu coração está firme, confiado no Senhor. 
O seu coração é inabalável, nada teme 
e verá os adversários confundidos. 

Ditoso o homem que se compadece e empresta 
e dispõe das suas coisas com justiça. 
Reparte do que é seu com os pobres; 
a sua generosidade subsistirá para sempre. 




Evangelho segundo S. João 12,24-26.

Naquele tempo, disse Jesus aos discípulos:«Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo, lançado à terra, não morrer, fica ele só; mas, se morrer, dá muito fruto. 
Quem ama a sua vida, perdê-la-á, e quem despreza a sua vida neste mundo conservá-la-á para a vida eterna. 
Se alguém Me quiser servir, que Me siga, e onde Eu estiver, ali estará também o meu servo. E se alguém Me servir, meu Pai o honrará. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário